EVENTOS

Cursos

Divulgue seu evento

Fique por dentro

 

Receba todas as novidades no seu email

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados - Portal Terapeutas S/A - Todos os Terapeutas reunidos num só lugar

  • 960088634151205
  • Black Instagram Icon

As informações disponibilizadas são de total responsabilidade de seus autores e tem caráter apenas informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico ou de outro profissional habilitado, eximindo os administradores deste site de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização delas.

Astrologia

  • Guiadastrologia

A astrologia é a ciência que investiga a ação dos corpos celestes sobre os objetos animados e inanimados, e a reação destes a essa influência. A astrologia figura entre os primeiros registros do aprendizado humano. É a mãe da astronomia; durante muitos anos, ambas foram uma só ciência. Agora, a astronomia é uma ciência de distâncias, magnitudes, massas, movimentos, velocidades, localizações e assim por diante, com base em observações feitas com instrumentos como o telescópio. A astronomia pode, assim, ser denominada uma ciência "objetiva", enquanto a astrologia deve ser denominada uma ciência "subjetiva". Portanto, o levantamento do horóscopo é, na verdade, um processo astronômico; a avaliação ou descrição do horóscopo é um processo astrológico. A astrologia também lida com os ângulos entre os planetas e a observação de seus efeitos sobre a humanidade. Os signos são uma forma de dividir os céus; as Casas também, embora sejam baseadas no local de nascimento.

 

O signo pode ser considerado o campo de ação; a Casa é o lugar onde ocorre a ação, e o planeta é o poder ou força motivadora. A astrologia nos ensina que existe harmonia e simetria no universo, e que todos são parte de um todo. Assim, você deve tentar entender a astrologia como uma filosofia que ajuda a explicar a vida, e não como uma arte ou ciência preditiva.

 

O propósito da astrologia não é culpar os planetas pelo que nos acontece, mas, ao contrário, aprender a nosso respeito através da indicação planetária. Quando nos vemos claramente, podemos descobrir novas qualidades em nós, e assim nossas vidas podem tornar-se mais plenas, mais produtivas e mais cheias de propósito.

 

Originalmente, a astrologia era dividida em quatro partes: Natural ou física: a ação dos planetas sobre as marés, o clima, a atmosfera e as estações. Mundana ou judicial: a astrologia das nações, de sua economia e de seus ciclos políticos. Natal ou genética: a astrologia dos indivíduos e o estudo de seus mapas de nascimento. Horária: o estudo de uma determinada questão que ocorre num determinado lugar e num determinado momento.

 

Há dois tipos de astrologia praticados no Ocidente. Uma é chamada astrologia tropical; a outra, sideral.

 

A astrologia tropical dá a posição de um planeta por signo. A astrologia sideral dá a posição por constelação. Para entender a diferença entre as duas, é preciso entender a diferença entre signos e constelações. Ambos têm os mesmos nomes, o que pode causar uma considerável confusão para os principiantes.

 

Há aproximadamente quatro mil anos, quando no equinócio vernal, o primeiro dia da primavera, o Sol estava na constelação de Áries, não havia diferença. Os signos e as constelações coincidiam. Agora, por causa da precessão, a lenta rotação da Terra sobre seu eixo, o Sol entra no equinócio vernal no signo de Áries, porém na constelação de Peixes.

 

Os signos são divisões do espaço de um círculo chamado eclíptica. A eclíptica é o caminho, no céu, pelo qual aparentemente os planetas seguem. Existem 360° num círculo, e existem doze signos, cada um ocupando um segmento de exatamente trinta graus. 30 X 12 = 360.

 

Áries é o nome dado ao primeiro setor de 30° de espaço, começando no equinócio vernal. Assim, os signos são calculados a partir do que os astrólogos chamam o ingresso em Áries, ou o ponto onde o Sol chega a 0° de Áries. Este ponto está agora localizado na constelação de Peixes. Mencionamos isto neste momento, logo no começo, porque você vai encontrar pessoas familiarizadas com a astronomia ou com a astrologia sideral que podem tentar solapar a sua confiança insistindo que se você pensa que o seu Sol, por exemplo, está em Áries, na realidade você nasceu com o Sol na constelação de Peixes. Os dois estão certos, portanto não há necessidade de discutir. A astrologia sideral e a astrologia tropical se baseiam em princípios diferentes, mas as duas são válidas.

Profissionais

Joinville

  • Bernardete B.M. Mattos

Email: astrologiajoinville@gmail.com

Fone: (47) 3427-6539 / (47) 9183-3639

Rio de Janeiro

  • Isabel Redig

Email: isabelredig@gmail.com

Fone: (21) 99229-4708

  • Vanessa Tuleski

Email: vanessatuleski@gmail.com

Fone:

  • Isabel Mueller

Email: contato@isabelmueller.com.br

Fone: (21) 99930-0909

Juquitiba

  • Akaiê Sramana

Email: contato@akaiesramana.com

Fone: (11) 98106-7730

Piracicaba

  • Milena Vianna

Email: milena.vianna@hotmail.com

Fone: (19) 99797-2714

São Paulo

  • Debora Helena 

Email: deborahelenaastrologa@gmail.com

Fone: (11) 99128 7087

  • Elisabeth Cavalcante

Email: elisabeth.cavalcante@gmail.com

Fone:

  • Luciana Milanov Nahas

Email: plenalunadiana@gmail.com

Fone: (11) 98899-9696

  • Paula Pires

Email: paulapires@paulapires.com.br

Fone:

  • Rosana Machado

Email: abran@abranvirtual.com.br

Fone: (11) 95126-6563

  • Sandra Costa Pires

Email: zyoncursoseterapias@gmail.com

Fone: (11) 95631-5050

Vargem Grande Paulista

  • Zulmira Radaic de Moraes

Email: zulmira.radaic@bol.com.br

Fone: (11) 4158-4334 / (13) 99778-3678

Porto Alegre

  • Rose Absouza

Email: refugiotherapias@yahoo.com

Fone: (51) 99234-9459

Brasília

  • Deise Lopes

Email: de.lopes.silva@gmail.com

Fone: (61) 99879-0385