Eutonia na Fisioterapia

Atualizado: Jun 23



Prof. Dra. Ana Murray

Educação Física e Reabilitação - Fisioterapia Motora Clínica e Hospitalar Quiropraxia e Método Kabat - Medicina Ayurveda - Reeducação Músculo Articular - Ventosaterapia - Barras de Access


Quando precisamos de fisioterapia muitas vezes somos levados a pensar em uma profissão tecnicista que sempre trabalha com aparelhos, massagens e exercícios físicos realizados de forma generalizada,

especificamente para a doença a ser tratada.


Mas a cada dia estamos evoluindo e evoluindo para melhor; porque em tempos em que se pensa muito em conscientização corporal, meditação e como melhorar a conexão corpo e mente em busca de imunidade e qualidade de saúde, apresento a vocês esta técnica impressionante que é a Eutonia.


Eu fui apresentada a esta técnica em 1993 quando fiz parte do grupo de dança da Faculdade de Educação Física de São Caetano do Sul, na época o nome era FEC, como um grupo experimental para a tese de doutorado do Professor Doutor Edson Claro. Ele estava desenvolvendo um método intitulado Dança-Educação Física para sua tese de doutorado e que acabou rendendo um livro que recebe o mesmo nome. Entre tantas outras técnicas uma delas era a Eutonia. Ele acreditava que todos, sem exceção, poderiam dançar, desde que entendessem e sentissem o próprio corpo, com ritmo e destreza. Um apaixonado pela vida e como ela poderia ser transformada à partir da dança.


Voltando a Eutonia... Esta técnica foi absorvida primordialmente pela Educação Física por conta da sua relação direta com o ritmo, portanto, a dança; e não obstante a isto a forma como ela é aplicada. Mas ela

também foi introduzida na Psicologia e na Fisioterapia, com objetivos diferentes, mas sem perder sua essência.


A Eutonia foi criada em 1957 por sua precursora Gerda Alexander, que desenvolveu o método em razão da própria dificuldade física, resultado de lesões e doenças adquiridas na infância e adolescência. Ela sentiu a necessidade de compreender o corpo, entender a tonicidade e como a pele responde ao contato manual e a possibilidade de melhora da mecânica corporal como parte do processo de recuperação/reabilitação.


A educação pelo movimento e com o movimento.


O termo Eutonia vem do grego “EU” que significa bom, harmonioso e “TONIA” que vem de tonos/tônus refere-se a tensão ou ao tônus muscular, fisiologicamente falando, o grau de tensão ou elasticidade de nossas fibras musculares.


O conceito é de uma experiencia de conscientização corporal. Quando as lesões corporais causadas por movimentos aprendidos por repetição ou de forma inadequada e relacionada a ausência de um conhecimento interno e de sua verdadeira capacidade física tanto para mais como para menos.


Temos uma tendência a nos subvalorizar e por vezes supervalorizar; dependendo da situação em que nos encontramos. Nos “machucamos” porque não entendemos nossa capacidade física que é harmônica ao

movimento e este esta integrado ao corpo e a mente.


Como trata-se de um método investigatório e de observação do corpo, em que a pessoa é de fato seu próprio investigador, o que quer dizer que você é o objeto de sua própria experiência.


A busca do contato consciente com o corpo focado na atenção às partes e ao corpo em conjunto. Escutar o corpo é fundamental para a compreensão e desenvolvimento de um corpo consciente.


Os princípios da Eutonia são fundamentados nos conceitos teórico-práticos em quatro pilares:


1- Conscientização superficial e profunda da pele: sentir e entender a própria pele nos faz entender a barreira entre nosso corpo e os estímulos que recebemos. A memoria da pele é infinita.


2- Conscientização do volume do espaço interno: a tomada de consciência do espaço tridimensional de nosso corpo, estimulando a atenção sobre o volume que compõe essas dimensões de modo que as funções dos órgãos internos e dos diferentes aspectos do corpo se tornem presentes.


3- Conscientização dos ossos: o processo de desenvolvimento da conscientização da estrutura óssea implica em observação e experimentação do próprio esqueleto, recuperação de um alinhamento ósseo adequado as forças gravitacionais a que o corpo foi submetido.


4- Contato consciente: define-se por uma ampliação intencional do campo da consciência além dos limites visíveis do corpo.


A ideia toda é aprender a usar seu corpo de forma flexível, dosando segundo a necessidade e o momento; ou seja, sentir, gostar, pensar e usar de forma harmônica e saudável seu corpo. Entender o que ele tem e pode te dar de melhor!


A Eutonia trabalha com o uso de toques leves e movimentos inteligentes, podendo fazer uso de bambus, bolas ou almofadas para auxiliar na terapêutica. Mas o mais importante é que nenhum movimento é pré-determinado.


Um dos objetivos é que você pesquise/investigue seu corpo em formas diferentes de se movimentar, isto irá auxiliar no autoconhecimento e para tanto, o método ensina noções e conceitos básicos de anatomia e fisiologia humana.


Quando sabemos como somos formados e como funcionamos, podemos auxiliar e muito em nossa recuperação ou simplesmente manter uma vida saudável.


Sentir e observar são caminhos diferentes, porém devemos trabalha-los ao mesmo tempo, para que você consiga um contato real consigo mesmo, com o próximo e com o seu ambiente.


É necessário que vivencie conscientemente o seu corpo no movimento, ao movimento, em movimento; tudo isto em contato com o ambiente em que você vive.


Partindo do princípio que o nosso corpo é o nosso ponto zero com relação ao mundo e, a partir dele, é onde os espaços se cruzam. Então ele esta no coração, no pulmão, nos ossos e partindo dele eu imagino, avanço, aceito e porque nego também; o que vem e vai dele.


A Fisioterapia coloca todos esses preceitos, conceitos e objetivos na terapêutica a ser aplicada ao paciente, de forma que ele se sinta compreendido na forma de como ele entende seu corpo e sua

doença. Nós podemos realizar uma sessão completa de Eutonia ou podemos usar elementos que fazem parte do método como mais uma ferramenta de auxilio ao tratamento funcional.


Então vamos experimentar um pouco de Eutonia!


Aqui proponho um exercício da Eutonia que irá conectar sua coluna vertebral a você e colocar seu corpo em contato com ela.


Para realizar este exercício você precisa de dois bastões que podem ser substituídos por dois bambus ou dois cabos de vassoura.


Coloque-os sobre uma superfície firme porém confortável como um colchonete ou um tapete. Cada bastão deve ser posicionado paralelamente a sua coluna sendo que a coluna vertebral (parte óssea) ficará entre eles. Mantenha suas pernas flexionadas e respire naturalmente de forma que você se sinta aconchegado e confortável. O tempo varia com seu conforto e também com a NÃO resistência ao movimento. No início o exercício pode ser doloroso, por vezes irritante e até desconfortável, mas tenha paciência que é para seu bem estar. Pode levar 2 minutos ou 20, cada corpo reage de uma forma.


Quando sentir que deve, role para a lateral, sem se sentar, volte a posição inicial, permanecendo deitado e pelo mesmo tempo em que realizou o exercício, mantendo a respiração tranquila. Agora sim! Experimente a sensação de ter uma coluna livre e confortável.


SEU CORPO MERECE ESTE PRESENTE!


“Mesmo porque tudo aquilo que tocamos também nos toca”

Gerda Alexander.


E para terminar: pense, ouça e observe seu corpo pois ele a cada dia e todos os dias esta indo cada vez melhor!


Fontes:

Eutonia: um caminho para a percepção corporal. Gerda Alexander.

Método Dança-Educação Física. Edson Claro.


Fonte: https://www.selecoes.com.br/wp-content/uploads/2020/01/heart-and-brain-concept-conflict-between-emotions-and-rational-and-vector-id971396436-760x450.jpg

0 visualização

EVENTOS

Cursos

Divulgue seu evento

Fique por dentro

 

Receba todas as novidades no seu email

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados - Portal Terapeutas S/A - Todos os Terapeutas reunidos num só lugar

As informações disponibilizadas são de total responsabilidade de seus autores e tem caráter apenas informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico ou de outro profissional habilitado, eximindo os administradores deste site de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização delas.